LGPD ENTRA EM VIGOR

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), entra em vigor nesta sexta-feira (18), após diversos adiamentos, com a publicação da Lei 14.058 em anexo).

A Lei 14.058 consiste em sanção presidencial de conversão da Medida Provisória 959, aprovada pelo Senado Federal, sem o art. 4º que previa a prorrogação da vacatio legis da LGPD para maio de 2021.

A data exata do início do vigor da LGPD ainda pode ser objeto de discussão, havendo entendimentos distintos sobre a possibilidade de seu termo inicial ser retroativo. No entanto, é certo que hoje a LGPD está em vigor.

Mesmo com a vigência da LGPD, as penalidades pelo descumprimento só passarão a ser aplicadas em agosto de 2021, conforme a Lei 14.010/2020.

Importante lembrar que a LGPD entra em vigor sem a efetiva instituição da Autoridade Nacional de Proteção de Dados, órgão responsável pela regulamentação e fiscalização da lei.

Mas outros dispositivos legais aventados como competentes para dispor sobre a matéria não se encontram desregulamentados e estão em pleno vapor com seus poderes fiscalizatórios. A própria LGPD, inclusive, reconhece em seu art. 64 que: “os direitos e princípios expressos nesta Lei não excluem outros previstos no ordenamento jurídico pátrio relacionados à matéria“.

Dessa forma, com a entrada em vigor da LGPD, mesmo sem as sanções, ninguém poderá impedir a propositura de ações judiciais, individuais ou coletivas pleiteando reparações de danos decorrentes de alegadas violações, principalmente no âmbito do Direito do Consumidor. Como consequência inevitável, poderemos ter uma excessiva judicialização da LGPD.

Nesse contexto, a necessidade de adequação à LGPD mostra-se imediata às organizações, assim como os riscos associados à não conformidade.

A equipe do Viseu Tech está preparada para esclarecer quaisquer duvidas a respeito bem como atender as demandas de adequação dos nossos clientes, que agora, mais do que nunca se torna necessária.

PUBLICAÇÃO NO DOU


POR LGPD ENTRA EM VIGOR

LEIA TAMBÉM...

SECONDMENT | SUPORTE JURÍDICO DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

Os departamentos jurídicos foram muito impactados com a pandemia da Covid-19. O trabalho remoto e as novas demandas jurídicas surgidas, sobrecarregaram os advogados nas empresas. Questões legais inesperadas e urgentes requerem um suporte adicional e assertivo. O secondment  – alocação de advogados em dedicação exclusiva nos departamentos jurídicos –  é uma alternativa eficiente e econômica para…

VER MAIS

TASK FORCE | COVID-19 E O REGIME JURÍDICO EMERGENCIAL E TRANSITÓRIO NO DIREITO SOCIETÁRIO

Na última sexta-feira (12), o Projeto de Lei nº 1.179/2020 foi aprovado e convertido na Lei nº 14.010/2020. Isto significa que o Poder Legislativo criou regras transitórias para reduzir os efeitos do COVID-19 nas relações de direito privado. Assim, a Lei nº 14.010/2020 alterou disposições do Código Civil  durante o estado de calamidade pública (Decreto…

VER MAIS

SUCESSÃO NAS SOCIEDADES E SEGURO

Na maioria das sociedades não há preocupação sobre regulamentar a hipótese de falecimento de sócios. O Código Civil estabelece a possibilidade de liquidação das quotas do sócio falecido ao invés de sua transferência para os herdeiros do sócio falecido. Essa situação é bastante comum em sociedades de serviços aonde a atuação de cada sócio é…

VER MAIS

2020 Viseu Advogados - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por: mufasa