GOVERNO CRIA REDE FEDERAL DE GESTÃO DE INCIDENTES CIBERNÉTICOS

O Governo Federal, objetivando aumentar a proteção dos dados do governo federal na internet, criou a Rede Federal de Gestão de Incidentes Cibernéticos, através do decreto nº 10.748/21, editado pelo Presidente da República e publicado no DOU no dia 19 de julho de 2021.

O programa, além de buscar prevenir ameaças virtuais e aumentar o nível de segurança das informações de órgãos e entidades do governo, também prevê que a participação dos órgãos e das entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional será obrigatória.

Caberá a rede: (i) divulgar medidas de prevenção, tratamento e resposta a incidentes cibernéticos; (ii) compartilhar alertas sobre ameaças e vulnerabilidades cibernéticas; (iii) divulgar informações sobre ataques cibernéticos; (iv) promover a cooperação entre os participantes da Rede e; (v) promover a celeridade na resposta a incidentes cibernéticos.

O Departamento de Segurança da Informação do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República ficará responsável pela coordenação da Rede Federal de Gestão de Incidentes Cibernéticos.


POR GOVERNO CRIA REDE FEDERAL DE GESTÃO DE INCIDENTES CIBERNÉTICOS

LEIA TAMBÉM...

PROCON-SP LANÇA CARTILHA SOBRE LGPD

Recentemente, a Escola de Proteção e Defesa do Consumidor (EPDC) do Procon-SP lançou cartilha sobre a Lei Geral de Proteção de Dados.

Trata-se de material explicativo, que visa informar sobre o que prevê a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e os direitos do consumidor no tratamento de seus dados pessoais.

VER MAIS

PGFN REGULAMENTA EXCLUSÃO DO ICMS DESTACADO DA BASE DE CÁLCULO PIS/COFINS

Após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) regulamentou, por meio do Despacho nº246, a exclusão do ICMS destacado da base de cálculo do PIS e da Cofins. Os procedimentos a serem observados pela Administração Tributária são: a)  o ICMS não compõe a base de cálculo para incidência do PIS e…

VER MAIS

DIÁLOGOS ANPD E SETOR PRIVADO

Inicia-se a fase de diálogo entre ANPD e o setor privado. A Diretoria da Autoridade recebeu hoje a Frente Empresarial em Defesa da LGPD e da Segurança Jurídica. A Frente, que é composta por uma série de associações de classe relevantes, tais como ABES, Fecomércio, ABO2O, Brasscom, Abria, Abradi, Abranet, dentre outras, levou uma série de sugestões e questionamentos à Diretoria, em especial quanto a pontos pendentes de regulamentação. Dentre os pontos levantados, destaca-se a questão da transferência internacional e do legítimo interesse. Mostrando-se aberta ao diálogo, a própria ANPD fez questionamentos informais às entidades quanto a seus pontos de preocupação. Além dos pontos já indicados, foram solicitados que sejam oferecidos inputs sobre autorregulamentação, data localisation e a segurança na indicação de bases legais, dentre outros.

VER MAIS

2021 Viseu Advogados - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por: mufasa