PGFN E RECEITA COMEÇAM A NEGOCIAR O PAGAMENTO DE TRIBUTOS SOBRE PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e a Receita Federal anunciaram a primeira fase da “transação tributária do contencioso”, programa de parcelamento que permite a pessoas físicas e jurídicas encerrarem litígios com a União. Através deste programa, contribuintes que discutem com a Fazenda Nacional os critérios para afastar a contribuição previdenciária sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), no Judiciário ou na esfera administrativa, poderão negociar o pagamento com desconto de até 50% sobre o devido.

Serão três modalidades de pagamento na transação, que será aberta em 1º de junho nos sites da Receita Federal e da PGFN. Em todas as modalidades, a entrada é de 5% do valor total, sem reduções, em cinco parcelas. O restante pode ser pago em sete meses com redução de 50% do montante principal, multa, juros e demais encargos, ou em 31 meses com redução de 40% do valor principal, multa, juros e demais encargos, ou ainda em 55 meses com redução de 30%.

Desde o lançamento dos editais sobre transação tributária havia a expectativa sobre a abertura de parcelamento para valores referentes a autuações fiscais ainda em discussão na Justiça, faltando apenas a definição do tema e das datas.

A novidade é que os contribuintes que aderirem à essa transação poderão ter desconto sobre o valor principal devido, o que não aconteceu nos outros editais de abertura de negociação com a Fazenda.

A equipe de Direito Tributário do Viseu Advogados permanece à disposição para esclarecer eventuais dúvidas, bem como manter nossos clientes informados sobre estas possíveis alterações.


POR Fábio Nieves Barreira

Tributário

113185-0160

fnieves@viseu.com.br

LEIA TAMBÉM...

CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL ALTERA REGRAS DA DECLARAÇÃO ANUAL DE CAPITAIS BRASILEIROS NO EXTERIOR DO BANCO CENTRAL DO BRASIL

O Conselho Monetário Nacional (CMN), por meio da Resolução nº3.854 do Banco Central do Brasil (BACEN) alterou as regras para obrigatoriedade da Declaração Anual de Capitais Brasileiros no Exterior (DCBE) Ano Base 2020. Leonardo Cotta Pereira, sócio da área de Mercado de Capitais e Financeiro do Viseu Advogados, elaborou informativo sobre o assunto.

VER MAIS

LEGISLAÇÃO SOBRE AFASTAMENTO DE GESTANTES ENTRA EM VIGOR

Hoje, 13/05/2021, entrou em vigor a Lei nº 14.151/2021, que dispõe sobre o afastamento das empregadas gestantes do trabalho presencial, sem prejuízo de sua remuneração. A Lei possibilita que a empregada gestante permaneça à disposição para exercer as atividades em seu domicílio, por meio de teletrabalho, trabalho remoto ou outra forma de trabalho a distância….

VER MAIS

SECONDMENT JURÍDICO | SOLUÇÕES E PROCESSOS PERSONALIZADOS E EFICIENTES

O Secondment Jurídico é uma forma eficiente e econômica de garantir atendimento in house especializado para situações específicas e projetos especiais.

VER MAIS

2021 Viseu Advogados - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por: mufasa