TRT2 NEGA NULIDADE PARA CONTRATO DE TRABALHO INTERMITENTE

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região reformou uma sentença de origem em que havia declarado a nulidade do contrato de trabalho intermitente de uma empresa do ramo do varejo. Em primeira instância a Justiça afastou a validade do contrato em razão da quantidade de empregados registrados nesta modalidade. No entanto, o TRT2 considerou que ficou comprovado nos autos que os contratos de trabalho intermitentes firmados pela empresa obedeceram ao disposto nos artigos 443 e 452-A da CLT.

A equipe trabalhista do Viseu Advogados, que representou a empresa na ação, explica que o contrato de trabalho intermitente firmado com os empregados tinha como objetivo atender a demandas pontuais, especificamente no mês de maio de 2018, Dia das Mães, e que o mesmo acontece em outros momentos específicos, como no Natal. O desembargador relator, Ricardo Motumura, destacou que as formalidades previstas na legislação foram devidamente observadas. O fato de existirem diversos empregados contratados nesta modalidade decorre de uma imposição lógica da legislação, pois esta faculta ao empregado aceitar a convocação, motivo pelo qual, deve o empregador possuir outros empregados hábeis a serem convocados.

O posicionamento do TRT2 é importante, pois vem garantir maior segurança jurídica para as empresas que necessitam desse tipo de mão de obra e que encontram-se em estado de cautela em virtude de recente decisão do TRT da 3ª Região, que havia declarado a nulidade dos contrato intermitentes celebrados por uma varejista de grande porte.

Com a decisão do Tribunal, os pedidos de reconhecimento de contrato de trabalho por tempo indeterminado, indenização, estabilidade gestante e indenização por danos morais foram julgados improcedentes.

A equipe de direito trabalhista do Viseu Advogados está à disposição para maiores esclarecimentos sobre o assunto.


POR JAILSON BEZERRA

Trabalhista

(11) 3185-0135

jbezerra@viseu.com.br

LEIA TAMBÉM...

DECISÃO DE HOJE DO STF NÃO DEVE IMPEDIR REGISTRO DE CANDIDATURA DE LULA

Para membro da Comissão de Direito Eleitoral da OAB-SP, Cristiano Vilela, não há impedimento para registro da candidatura do ponto de vista eleitoral Elizabeth Lopes, O Estado de S.Paulo 04 Abril 2018 | 13h40 Independentemente da decisão a ser tomada hoje pelo Supremo Tribunal Federal, que julga logo mais o HC impetrado pela defesa do…

VER MAIS

TRANSAÇÃO IGC / TRANSACTION ANNOUNCEMENT

Temos prazer em anunciar que o time de M&A do Viseu Advogados assessorou um dos sócios na criação do Grupo Monto, uma joint venture voltada para engenharia, construção e montagem de projetos e obras que vão desde simples prédios, até mesmo arenas multiusos, shopping centers, ou grandes plantas fabris. Trata-se de uma nova solução para…

VER MAIS

GAMES: A NOVA OVELHA NEGRA DO SISTEMA TRIBUTÁRIO?

O empreendedor de games encontra vários obstáculos no caminho para ser bem-sucedido no Brasil, mas um parece ser o mais difícil de ultrapassar: o do sistema tributário. O Judiciário brasileiro tem sido chamado a resolver um litígio entre o governo e importadores sobre a classificação dos jogos de videogame, que afeta diretamente o montante a…

VER MAIS

2019 Viseu Advogados - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por: mufasa