Home Office e Mulheres: Inovação para o bem-estar e a inclusão

Em meio às mudanças sociais, às crescentes evoluções do mercado jurídico, e ainda, pelas novas formas de trabalho que vem surgindo ao longo dos anos, cada vez mais a modalidade home office tem se tornado uma opção viável dentro de empresas brasileiras, especialmente após passar a ser regulamentado pela CLT, com a reforma trabalhista, assim como já é uma realidade ao redor do mundo.

O home office oferece uma série de fatores positivos que somam na escolha desta forma de trabalho, como a busca por uma melhor qualidade de vida, redução de gastos com transporte e alimentação, otimização do tempo dedicado ao trabalho (não se fica em congestionamento ou em meios de transporte público lotados), possibilidade de estar mais presente com a família e participar de atividades sociais.

Tendo em vista os benefícios que esta modalidade de trabalho proporciona, o home office tem se tornado um grande aliado às mulheres que desejam conciliar a carreira profissional com a família e o acompanhamento e cuidado dos filhos. Uma vez que trabalhando na comodidade de sua casa, podem acompanhar mais de perto a rotina e crescimento dos filhos, e desempenhar as suas atividades do trabalho, de forma remota.

No âmbito jurídico, na área de escritórios de advocacia, essa realidade é ainda mais possível, pois a evolução de programas e softwares jurídicos de gestão de processos e prazos, facilita e muito para dar abertura a essa modalidade de trabalho, que vem ganhando cada vez mais adeptas.

Conforme os dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades  o sistema de trabalho home office cresceu 22% no Brasil desde 2016. 

O estudo também revelou que 45% das empresas entrevistadas afirmaram que já adotam o sistema home office e, dentre elas, 70% diz tê-lo com o objetivo de melhorar a qualidade de vida de seus funcionários, 60% alega interesse em promover melhorias na questão da mobilidade urbana, 47% teve como objetivo a retenção de talentos e 36% disse estar em busca de redução dos custos com sede física.

No Direito, muitos tribunais e cortes brasileiras já optaram por essa prática. Na matéria CNJ aprova regras para servidores do Judiciário trabalharem a distância publicada no blog Consultor Jurídico, é possível ver que desde 2012 o Tribunal Superior do Trabalho já adota esta prática, assim como os tribunais de Justiça de São Paulo e Santa Catarina , o Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça incluíram o home office em suas modalidades de trabalho. 

E, quando falamos de advogados/as, o home office flexibiliza as atividades e a necessidade de estar presencialmente dentro de escritórios. Como o mercado de trabalho jurídico está cada vez mais digital é totalmente viável trabalhar no ramo dentro de sua casa. 

Seguem algumas dicas de como se organizar para trabalhar de casa:

  1. Estabeleça uma rotina;
  2. Priorize tarefas;
  3. Se possível tenha um ambiente da sua casa destinado para o trabalho;
  4. Procure ficar longe de distrações, tais como televisão, celular;
  5. Organize seu dia/agenda destinando pequenos períodos de pausa, dividindo assim o trabalho em blocos;
  6. Separe o seu período de intervalo para almoço, bem como períodos ao longo da semana para prática de esportes, realização de cursos, dentre outras atividades que lhe permitam sair um pouco do ambiente;
  7. Estabelecer o momento para encerrar as atividades do dia;

Com essas dicas entendemos que as operadoras do direito podem ter uma carreira sem abrir mão da suas outras atividades e principalmente, ter uma vida mais saudável.


POR MAIARA COLPANI

Trabalhista

(11) 3185-0245

mcolpani@viseu.com.br

LEIA TAMBÉM...

EM ÁUDIO, VÍTIMA PEDE AJUDA PARA SALVAR FAMÍLIA BRASILEIRA MORTA NO CHILE

“Eu vou morrer. Vou perder tudo na minha vida, meu filho, minha mãe e o Jô. Não consigo mais, minhas articulações também estão parando e ficando roxas.” O relato desesperado foi enviado por áudio a parentes pela brasileira Débora Muniz Nascimento de Souza, de 38 anos, que estava em Santiago, no Chile, com a família….

VER MAIS

PAULO PRETO DIZ À RECEITA SER DONO DE 4 CONTAS NA SUÍÇA COM R$ 137 MILHÕES

O engenheiro Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto e apontado como operador de recursos ilícitos do PSDB, reconheceu diante da Receita Federal que é o dono de quatro contas abertas na Suíça. O saldo dessas contas soma 35 milhões de francos suíços, o equivalente a R$ 137,4 milhões. Ex-diretor da Dersa, empresa de…

VER MAIS

WOMEN IN GREEN POWER | GREENBUILDING BRASIL 2017

O Greenbuilding Brasil 2017 teve como destaque o Women in Green Power Breakfast, encontro entre personalidades de destaque em seus respectivos setores de atuação, focando o seu debate nas seguintes questões: 1. Qual é o papel da sustentabilidade no empoderamento econômico das mulheres em todo o mundo? 2. Como nós estamos, ou podemos usar a…

VER MAIS

2019 Viseu Advogados - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por: mufasa